Desenvolvido pelos alunos de Química Licenciatura Plena UFSM

OFICINA: Teste de Chama

 Realizamos as atividades propostas no dia 24 de maio de 2011, às 14:00 horas, no Laboratório de Ciências da escola.Nesse dia compareceram 13 alunos.


No início da oficina, os bolsistas Ângela Durand e André Taschetto introduziram o tema com um vídeo intitulado “teste de chama” disponibilizado no link: http://www.youtube.com/watch?v=qsNhxzFKh0I. Este enfatizou um pouco sobre as cores características de alguns sais inorgânicos associados aos fogos de artifícios. Após esta breve introdução, aplicaram um questionário com algumas perguntas em relação ao assunto da oficina. A finalidade foi analisar o conhecimento prévio dos estudantes em relação ao assunto abordado.

Após esse primeiro momento, os bolsistas introduziram a parte teórica, utilizando software da Microsoft Office – Power Point 2007, com retroprojetor disponibilizado pela escola. Os conteúdos desenvolvidos pelos bolsistas foram: a constituição da pólvora; histórico dos fogos de artifício; a composição dos fogos de artifícios; a química dos fogos; o modelo atômico de Bohr; teste de chama.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após introduzir o modelo atômico de Bohr, foi realizada com os alunos uma primeira atividade experimental.                                                   Utilizou-se como material:

  • Cartolina
  • Isopor
  • Caneta

Na cartolina, foram feitas as sete camadas eletrônicas de alguns átomos como o lítio (Li), sódio (Na), potássio (K), e, com a ajuda de bolinhas de isopor, os próprios alunos executaram a transição dos elétrons quando estes passam do estado fundamental para o estado excitado. O objetivo era a compreensão de que quando os elétrons retornam para os seus estados fundamentais, liberam energia na forma de luz visível.

Na segunda atividade experimental, foi realizado o teste de chama de alguns sais inorgânicos. Para isso, foram utilizados os materiais:

  • Vidro de relógio
  • Algodão
  • Álcool
  • Cloreto de lítio – LiCl (sólido)
  • Cloreto de potássio – KCl (sólido)
  • Cloreto de sódio – NaCl (sólido)
  • Béquer
  • Fósforo

Para a realização da técnica, foram diluídos os sais inorgânicos em álcool etílico comercial; em seguida, o algodão foi posto no vidro de relógio e umedecido com a mistura do sal inorgânico/álcool. Após, os alunos acenderam o material produzindo as chamas coloridas. Os participantes verificaram as cores características de cada elemento químico utilizado no experimento. Na primeira amostra, os bolsistas realizaram a montagem do sistema para a verificação da cor dos elementos, a fim de que os alunos observassem o procedimento. Porém, nas demais, eles realizaram o procedimento diluindo os sais sólidos no álcool e colocando fogo no algodão. Em seguida, analisaram as cores emitidas pelos sais inorgânicos.

Blog PIBID

Uma ferramenta de interatividade e divulgação das atividades do projeto PIBID Química na Escola Irmão José Otão.

Utilizaremos este portal com a finalidade de mostrar o desenvolvimento das atividades, indicar vídeos, criar enquetes para avaliar as oficinas e outras ferramentas de interação com os participantes do projeto.

Além disso traremos dicas e sugestões sobre como a Química pode estar presente no seu dia-a-dia.

A temática abordada sempre envolverá as CORES, nosso assunto central.

 

Nuvem de tags